Skip to content

Facebook estreia página de universidades

31 de agosto de 2010

SÃO PAULO – O Facebook retorna às suas origens com o Universities Page (página de universidades), oferecendo informações úteis para estudantes e seus familiares.

A página é uma parceria do Facebook com a empresa de marketing Context Optional, com o objetivo de construir uma fonte de informações úteis para os estudantes, além de oferecer descontos por meio de parcerias com grandes marcas e contato com suas comunidades do campus.

Os participantes também podem inserir seus conteúdos próprios, participar de discussões da comunidade, acompanhar eventos importantes e publicar imagens.

Fonte: Info Plantão

Anúncios

Anatel diz sim ao iPad

31 de agosto de 2010

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) homologou o tablet da Apple, o iPad 3G. Assim que a Apple incluir o Brasil na lista dos países que receberão o dispositivo, as operadoras móveis já poderão vender o aparelho. A certificação acontece uma semana depois de a agência ter homologado o iPhone 4 (clique aqui para ler a notícia).

As operadoras brasileiras, portanto, apenas aguardam os próximos movimentos da Apple para começar as vendas do tablet no País. A previsão é que tanto o iPhone 4 quanto o iPad 3G cheguem ao Brasil em setembro. Por enquanto, o único modelo certificado é o iPad 3G. O modelo com conexão Wi-Fi ainda não foi liberado pela Anatel. A versão 3G já é a segunda geração do iPad e foi lançada no final de abril nos EUA. É essa versão que permite ao consumidor usar as redes móveis, ao invés de ficar restrito às conexões Wi-Fi apenas.

O iPad 3G custa, nos EUA, US$ 630 (16 GB), US$ 730 (32 GB) e US$ 830 (64 GB). Em apenas 80 dias de vendas, chegou a 3 milhões de unidades comercializadas. Atualmente, o iPad é vendido apenas nos EUA, Austrália, França, Canadá, Alemanha, Itália, Japão, Espanha, Suíça e Reino Unido.

iPhone 4
As principais operadoras – Vivo, TIM e Claro – já abriram o cadastro para eventuais interessados no iPhone 4 colocarem seus nomes na lista de espera. Nos EUA, em contrato de dois anos, o iPhone 4 custa US$ 199 (com 16 GB). A versão de 32 GB custa US$ 299. Até setembro, a Apple deve colocar o iPhone 4 em 53 países e a expectativa é que o Brasil esteja entre esses mercados.

MMOnline News

Finalmente, hein pessoALL?

E aí? Vão abrir o bolso para o precinho brasileiro?

Tropa de Elite 2 usa estratégia digital para evitar pirataria

21 de janeiro de 2010

Juro que estou com vergonha de postar. Planos para atualizações constantes!

Produtora Zazen lança blog oficial e prevê ações de product placement para o longa

Os fãs do filme Tropa de Elite estão em polvorosa. Foi anunciado hoje o início das filmagens do longa dirigido por José Padilha e estrelado por Wagner Moura que será exibido no dia 13 de agosto deste ano. Desta vez, o filme está se protegendo contra a pirataria com ações de Marketing depois de ter o lançamento do primeiro Tropa de Elite adiantado, o que diminuiu quase pela metade o público presente nas salas de cinema.

Produzido de forma independente pela Zazen Produções, Tropa de Elite 2 conta com um blog que traz os bastidores das gravações, curiosidades sobre o elenco, informações sobre a produção e também ajuda a trazer o público para perto da trama sem contar a história. A ideia surgiu depois que a primeira filmagem gerou diversas comunidades e blogs na internet e, por conta disso, a Zazem resolveu, por meio do blog www.tropa2.com.br, ativar este público novamente e cativar os fãs do Capitão Nascimento.

Antes da primeira filmagem de Tropa de Elite, poucas empresas anunciantes atentaram para o sucesso do filme e achavam que vincular sua marca com a violência não era um bom negócio. Se a primeira produção teve notoriedade nacional antes mesmo de chegar às telas de cinema, a segunda parte do filme de Padilha já nasce diferente em diversos aspectos. Com patrocínio premium da Claro e Master da AmBev e CSN, Tropa de Elite 2 terá ações digitais com o público e inserções de produtos destas marcas no desenrolar da trama, o famoso product placement.

O conceito de estratégia…
Apesar da pirataria ter “ajudado” na divulgação de Tropa de Elite, o público de cerca de 2,5 milhões de expectadores no cinema foi quase metade do esperado. Em pesquisa encomendada pela produtora Zazen, na época em que o filme foi pirateado, cerca de 11 milhões de pessoas o assistiram antes do seu lançamento. Desta amostra, 60% afirmaram que veriam novamente o longa na telona. “A pirataria teria ajudado caso o lançamento do filme fosse duas semanas depois do boom que o Tropa (de Elite) teve. A cada dia que passava a gente perdia público e, por isso, fizemos um lançamento atípico: primeiro em São Paulo e Rio de Janeiro e uma semana depois nas outras capitais do Brasil”, explica James D’arcy, diretor de comercialização da Zazen Produções.

Os expectadores de Tropa de Elite 2 serão impactados pelas empresas patrocinadoras via celular e internet. O blog de Tropa de Elite 2 não terá exposição de marcas, mas está aberto a parcerias. Tanto é que esta foi a estratégia montada para que não agrida e que os internautas sejam impactados por marcas patrocinadoras ou as que prestam serviços de produção.

Um exemplo da negociação foi na adaptação de carros comuns para viaturas policiais. Como as patrulhas não podem ser alugadas, foi preciso envelopar veículos e no blog este trabalho será apresentado aos internautas. “A equipe que fará este trabalho será filmada em ação e a marca da empresa será exposta. É uma forma subliminar de mostrar quem está nos ajudando até porque nosso foco é fazer filme e não mostrar marcas”, diz D’arcy em entrevista ao Mundo do Marketing.

Marcas X violência
Desde que Tropa de Elite foi lançado, a Claro esteve como patrocinadora principal do longa-metragem. Isto fez com que a operadora ganhasse maior exposição na continuação do projeto. O patrocínio ao Tropa de Elite 2 consiste em ações de Marketing fora do filme, no site da Claro voltado para seus clientes, assim como a Brahma e CSN. Além disso, no desenrolar da trama, os expectadores serão impactados pela exposição de marcas Claro e Brahma nas cenas.

No primeiro filme este tipo de ação aconteceu. “Qual empresa que gostaria de associar a sua marca à violência?”, indaga o diretor de comercialização da Zazen Produções. De acordo com D’arcy, ainda existe esta ideia mesmo com o sucesso de “Tropa 1”. “Muitos executivos adoram, acham que o filme é o máximo, mas ainda há uma resistência”, aponta.

Mas por que será que a Claro não teve esta percepção, já que atinge um grande número de pessoas? Segundo D’arcy, a operadora tem um departamento de Marketing mais arrojado e seu objetivo é atingir o maior número de pessoas possível através de conteúdo. Aos interessados em colocar a marca em Tropa de Elite 2, a Zazem ainda está negociando as ações de Marketing e busca outros patrocinadores para o longa. “Não é fácil esta negociação até porque tem empresas que não gostariam de estar em cenas junto aos bandidos, por exemplo”, conta.

Preço acessível contra pirataria
No Tropa de Elite 1, por erro do fornecedor, não houve uma inserção de product placement. “Quando recebemos o material que seria exposto na cena, o rótulo do produto ao invés de mostrar apenas a marca, mostrava uma promoção feita em parceria com outro filme. Seria uma oportunidade de ouro para a empresa”, diz D’arcy.

O planejamento da Zazen prevê o lançamento do DVD e Blue Ray de Tropa de Elite 2 no fim de 2010. A novidade será no preço do produto que, segundo D’arcy, poderá concorrer com as cópias piratas. “Vamos atingir o menor preço possível, já que a distribuição será feita pela produtora, o que gera menos uma taxa no preço final e oferece uma qualidade melhor do produto ”, completa o executivo.

Fonte: Mundo do Marketing

Os 10 fatos + influentes da Internet

19 de novembro de 2009

O lançamento da Wikipedia, o surgimento do iPhone e a eleição do presidente norte-americano Barack Obama estiveram entre os 10 momentos mais influentes da internet nos últimos 10 anos, de acordo com o Webby Awards.

Outro evento destacado pela Academia de Artes e Ciências Digitais, sediada em Nova York, que organiza o Webby Awards desde 1996, foi a eleição iraniana neste ano, quando os protestos demonstraram a força do Twitter e de outras mídia sociais.

“A internet é a história da década porque foi a catalisadora de mudanças não apenas em todos os aspectos de nossas vidas cotidianas mas em tudo mais, do comércio e comunicação à política e cultura pop“, afirmou David-Michael Davies, diretor executivo do Webby Awards.

O tema recorrente entre todos os marcos que nossa lista menciona é a capacidade da internet para contornar os sistemas do passado e entregar mais poder às pessoas comuns“, acrescentou.

Abaixo, confira a lista dos 10 momentos mais influentes da internet na década:

– O site de classificados Craigslist se expande para além de São Francisco, em 2000, influenciando jornais em toda parte.

– Google lança o AdWords, em 2000, permitindo que anunciantes direcionem anúncios com ‘extrema precisão’.

– A enciclopédia aberta Wikipedia é lançada, em 2001; hoje, tem 14 milhões de artigos em 271 idiomas diferentes.

– O fechamento do Napster, em 2001, abre portas a múltiplos serviços de troca de arquivos.

– A oferta pública inicial de ações do Google, em 2004, tornou o serviço de buscas influência em incontáveis aspectos de nossas vidas cotidianas.

– A revolução do vídeo online em 2006, e seu boom de conteúdo caseiro e profissional na Internet, mudando a cultura pop e a política.

– Facebook passa a aceitar usuários não universitários e Twitter decola, em 2006.

– Lançamento do iPhone, em 2007, faz dos celulares inteligentes mais que produtos de luxo, disponibilizando aplicativos para quase todos os aspectos da vida moderna.

– A campanha presidencial norte-americana de 2008, na qual a Internet mudou todos os aspectos da condução de uma campanha eleitoral.

– Os protestos iranianos depois da eleição presidencial deste ano, quando o Twitter se provou vital para organizar manifestações e como veículo de protesto.

As informações são da Reuters. (mas eu vi no ccsp.com.br)

 

The 25 worst Facebook ads

16 de novembro de 2009

Mais uma indicação do Dudeko. Essa dispensa comentários, é ver para crer!

Se quiser uma referência, veja este artigo aqui.

A lista está AQUI.

Quantos links!

That’s all, Folks!

It does pay to get your car trashed on YouTube.

13 de novembro de 2009

Gente, gênio. Essa veio do Dudeko.

Lembram do videozinho da galera tentando estacionar e cometendo verdadeiros absurdos? Pois é. A Hyunda capitalizou. Colocarei o vídeo aqui para recordarem, logo depois vem o texto, in english. Beijos!

If you haven’t seen this video yet, check it out. It’s got to be one of the worst driving exhibitions on record. When I saw it, I immediately thought, “Damn, that would suck if you came out of the gym and your car was all smashed in like that.” So what does this have to do with marketing? I’m glad you asked.

Hyundai of Canada saw the video and decided to turn it into a great story by giving the owner a new car to replace his old 2004 Elantra. What a perfect way to capitalize on a viral video like this with some great PR. One of Hyundai’s agencies even filmed the new car giveaway and may use it in a future commercial.

It’s opportunities like these that too many clients fail to set aside marketing dollars for. A word of advice as clients start planning for 2010 – a small amount of money can pay big dividends if you plan ahead and are ready to jump when the opportunity presents itself.

That’s all, Folks!

Pergunte ao Google!

5 de novembro de 2009

Dicas para turbinar a sua pesquisa

imagem_google

Olá PessoALL,

Tenho recebido muitos emails de leitores do iMasters e isso é bem bacana. Muitos dão sugestões de temas, outros fazem elogios/críticas, mas a maioria ainda escreve para tirar dúvidas.

Parei para pensar e fui atrás de algumas dicas que possam ajudar o pessoal das dúvidas, e bolei um “GRP” (Guia Rápido de Pesquisa). Acredito que questionar sem antes pesquisar é um traço cultural que assombra a população brasileira, infelizmente.

Para os que já usam o Google com freqüência, mas de forma básica, alterando os termos de busca até encontrar aquilo que estão procurando, vale a pena conferir também.

1. Frase precisa

Digamos que você está procurando por camisetas básicas. Ao invés de digitar camisetas básicas, digite “camisetas básicas”. Ao utilizar as aspas, você está dizendo para o Google que você está buscando resultados que contenham essa expressão exata.

O que você vai encontrar:

Camisetas básicas 100% algodão

Lote de camisetas básicas

O que você não vai encontrar:

Regras básicas para comprar camisetas

– Camisetas estampadas básicas

2. Exclusão de palavras

Digamos que na sua busca por camisetas básicas, você quer eliminar resultados que contenham a palavra “brancas”.

É simples. Digite no campo de buscas:

Camisetas básicas –brancas.

(Note que não há espaço entre o “-“ e a palavra a ser excluída)

3. Busca em um site específico

É possível realizar buscas em um determinado site, mesmo que ele não ofereça um recurso de busca interno.

Suponha que você quer encontrar resultados para camisetas básicas no site da Marca X.

Digite: “camisetas básicas” site:www.marcax.com.br

Ps.: Certifique-se de que o site da Marca X existe e foi digitado corretamente.

4. Palavras similares e sinônimos

Vou mudar o exemplo das camisetas para ficar mais claro.

Você deseja fazer uma busca e deseja incluir palavras sinônimas ou similares. Coloque o símbolo ~ em frente do termo que você deseja variar. Exemplo:

Artigos Marketing ~profissionais.

5. Tipos específicos de Documentos

Caso você queira filtrar seus resultados para determinados tipos de documento, use a expressão “filetype”. Observe.

“Camisetas básicas” filetype:pdf

Sua busca deverá retornar somente resultados de arquivos .pdf

6. Isto OU Aquilo

Por default, quando você faz uma busca, o Google inclui todos os termos especificados no campo de busca. Se você estiver buscando correspondências por um ou mais termos, use o operador OR, em maiúsculas.

“Camisetas básicas” OR “Camisetas brancas”

7. Intervalo numérico

Raramente utilizado, mas muito interessante. Ao digitar dois números separados por “..”, você define um critério de intervalo numérico, que pode ser em anos, por exemplo. Faça um teste:

Presidentes brasileiros 1950..2000

Depois tente:

Presidentes brasileiros 1920..2000

8. Calculadora

Esqueça o caminho “start à all programs à acessories à calculator”. Faça o cálculo no campo de busca do Google.

Veja exemplos com operadores básicos:

4 * 12

5 + 4

9 – 3

8 / 4

9. Definição de Palavras

Acho que dicionário já não é artigo fácil de ser encontrado em mesa de trabalho. Para consultar uma definição, digite:

Define: camiseta

10. Previsão do Tempo

Digite Tempo em São Paulo.

11. Horário

Digite Time in London.

12. Conversão de Medidas

Digite 10 polegadas em cm.

13. Conversão de Moedas

Digite 150 euros em reais.

14. Busca regional

Para fazer uma busca na sua ou em determinada região, digite o termo que procura mais o CEP. Exemplo:

Restaurantes 04028001

15. Sites relacionados/semelhantes

Para buscar sites relacionados a outros (mesmo segmento, por exemplo), digite:

Related:www.google.com

16. Links apontando para seu site

Para verificar quais sites colocaram links para o seu ou determinado site, digite:

Link:www.google.com

17. Buscar no title da página

Para buscar determinadas palavras ou frases nos titles das páginas, digite:

Intitle:camisetas

18. Buscar em url’s

Para buscar determinadas palavras em url’s, digite:

Inurl:camisetas

19: Camisetas básicas é diferente de básicas camisetas

Item auto-explicativo.

Ps 1.:Para fechar um artigo um tanto quanto didático, para quem ainda não conhece:

  1. Abra o Googel
  2. Digite “elgoog” (Google ao contrário, não precisa das aspas)
  3. Clique em “estou com sorte”.

Ps 2.: Gostou da imagem inicial? Entre em www.startimg.com.br e personalize sua página de busca. Desenvolvido por Ricardo Tsutsui.

That’s all, Folks!